quinta-feira, 19 de maio de 2016

RECADO DIÁRIO [26] - IMATURIDADE




Vivemos hoje em um mundo onde as pessoas estão a cada dia mais imaturas, escondendo-se da realidade por de trás de suas concupiscências carnais ou não. Observamos que crianças na mais tenra idade já começam a preocupar-se com moda, sexo, riquezas materiais, dessa forma, assim as molda o mundo, para que vivam sem objetivos concretos, sem moralidade, sem saber fazer distinção entre o certo e o errado, acreditando que tudo é uma questão de ponto de vista, ou de tradições e costumes de cada povo. Não importando assim se o correto para mim seja incorreto para o outro, afinal tudo é uma questão de jogo de cintura, de se ser politicamente correto e de não podermos contrariar a ninguém em nome de um amor fingido.
Assim como diz Yirmeyahu/Ezequiel, claro, que utilizando palavras lhes dadas por seu UL: "Mas não ouviram, nem inclinaram os seus ouvidos, mas andaram nos seus próprios conselhos, no propósito do seu coração malvado; e andaram para trás, e não para diante" [Yirmeyahu (Jeremias) 7: 24]. Assim sempre caminhou a humanidade, em busca de seus desejos podres e malignos. Querendo entender melhor assista ao vídeo... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário